Inktober dia 8 – Anões Puros e Anões Livres

Ontem foi um dia complicado, devido a delicada situação da política brasileira e a tensão que foi a apuração de votos. Apesar de tudo, o Inktober de hoje é sobre RPG, com mais um pedacinho sobre o mundo de Rainbow Crystals.

Continuar lendo Inktober dia 8 – Anões Puros e Anões Livres

Rainbow Crystals – Barbarian

Já faz um tempo que decidi mudar o foco do meu projeto de RPG Queer Barrigas & Pelos para ir além de abranger da comunidade dos ursos, englobando todas as letras da sigla LGBTI.

Com uma nova abordagem veio um novo nome: Rainbow Crystals, com uma identidade visual claramente inspiradas nos jrpgs clássicos:

E hoje trago uma ilustração, inspirado num desafio da nimbusdesenios, resolvi fazer um bárbaro a la Kratos do novo God of War, só que trans. Segue a arte:

Para ver em tamanho maior, clique na imagem

 

#inktober’17 – Dia 14: Arturo, o Urso Guerreiro

Aproveitei o Inktober para dar umas atualizadas em algumas artes para o Barrigas & Pelos, meu projeto de RPG LGBTI.

A arte em questão é uma atualizada no visual do urso guerreiro, que por sinal foi a primeira ilustração do projeto. E ainda coloquei duas sugestões de votação para o nome personagem no meu instagram.

E com vocês, Arturo– o Urso Guerreiro:

Confira a galeria do Inktober de 2017 clicando aqui!

#inktober #inktober2007

Barrigas & Pelos – Poster 2

Sou um fã declarado da Capcom, e inspirado numa arte icônica de Super Street Fighter II fiz a última ilustração do meu sketchbook com os personagens do Barrigas & Pelos.

Aqui o desenho original e versão dele para o Ultra Street Fighter II:


Eu já havia publicado a minha versão dessa arte no meu Instagram:

E agora segue a versão final, trabalhada (que você pode conferir na galeria dos meus trabalhos de 2017):

 

 

Beratlus

A ilustração de hoje é mais uma contribuição para a mitologia do Barrigas & Pelos.
Eu vou aproveitar e agradecer ao meu amigo Walder pela ajuda no texto!

“Antes do primeiro brilho da primeira estrela, Noun deu origem aos sete primeiros deuses e deu a cada um a tarefa da criação de tudo o que existe. Orgulhosos de seus próprios poderes e almejando entregar o trabalho mais perfeito e impressionante, as crias de Noun travaram uma disputa entre si pelo reconhecimento do pai. Porém, Beratlus e Kumaisan, que desde o nascimento se afeiçoaram um com o outro, decidiram se unir e pediram permissão a Noun para executar apenas uma tarefa. Noum abençoou o amor dos dois deuses e repousou.

Malafey, o primeiro nascido, responsável pela criação do caos, intrigado com a decisão dos irmãos, procurou Beratlus e Kumaisan e descobriu que estavam criando um mundo, símbolo da paixão que nutriam um pelo outro. Movido pela inveja e incompreensão deste amor, Malafey abandonou seu projeto e se dedicou a envenenar os pensamentos de Beratlus para que ele acreditasse que Kumaisan não retribuía o seu sentimento verdadeiramente e que quando terminassem a tarefa, ele iria trair Beratlus, levando Artus, o sétimo nascido e melhor amigo de Kumaisan, para viverem eternamente no mundo que criaram.

Cego pelos pensamentos sombrios de Malafey, Beratlus travou uma luta com Artus, o que culminou na destruição do trabalho dos outros deuses. Apesar de serem os filhos mais novos, Artur era o mais forte e impetuoso de todos e Beratlus o mais habilidoso e sábio e nenhum dos outros deuses conseguiram impedi-los. Kumaisan, vendo a violência de seu amado, resolveu acalmá-lo colocando-se entre os Beratlus e Artus. Ainda envolvido em sua fúria, Beratlus só percebeu a presença de Kumaisan quando sua mão estava atravessada em seu peito. Ao ver o que tinha feito, seus pensamentos foram libertos da influência de Malafey, porém, tarde demais. Em seu último momento, Kumaisan pediu para que Beratlus concluísse a tarefa e fosse o guardião do mundo que se chamaria Bera. Beratlus então pegou o coração de seu amado e criou o nosso mundo depositando o coração de Kumaisan no centro do mundo, mantendo-o de pé com as próprias mãos.”

E segue a ilustração:

O Monge furioso e o braço amaldiçoado

A arte de hoje é influenciada pelo meu projeto de RPG LGBTI, o Barrigas & Pelos, inspirado na cultura ursina.

Desde que comecei o projeto do Barrigas & Pelos, uma das idéias para uma vantagem/desvantagem pro sistema era a do personagem – geralmente um personagem de dano direto ou tanque – em que ele possuisse um braço amaldiçoado, devido a um pacto com uma entidade, provavelmente com um deus-urso guerreiro.

A vantagem desse “braço demoníaco” era que o personagem rolaria podia entrar num estado de fúria ganhando trocentos  bonus em combate, mediante um rolamento de ativação. Porém havia o risco dele perder o controle e tornar-se uma máquina de matar ambidestra. Como desvantagem, ele perderia a mobilidade do braço, quando desativado.

Então a arte de hoje seria de um personagem – um monge, lógico – que possuí esse braço, entrando em estado de fúria.

Clique na imagem para vê-la em tamanho maior

Você confere todo o material do Barrigas & Pelos no Bear Nerd.

Barrigas & Pelos – Poster

Desde que comecei o projeto Barrigas & Pelos – uma ambientação/sistema de RPG inspirado na cultura do grupo gay conhecido como Ursos, planejava fazer um poster com os personagens apresentados nas raças e classes.

E também queria experimentar fazer uma ilustração de página dupla no meu sketchbook, inspirado no trabalho de um desenhista que admiro muito, George Pérez – o mestre em desenhar multidões.

Segue abaixo o processo de criação:

O resultado ficou assim:

E, só por curiosidade, segue uma versão explicando a classe de cada personagem:

Se quiserem conhecer mais sobre a ambientação e o sistema, podem acessar o link do projeto, no Bear Nerd (clicando aqui).

Desenhando no iPad

Senta que lá vem história… Ou A origem de tudo: uma ‘Cintiq’ mais acessível.

Desde a primeira vez que vi o lançamento do iPad, em 2010, eu só pensava em ter um para pdoer usar como uma prancheta de desenho. Como eu tenho uma dificuldade muito grande de usar uma tablet normal da Wacom para desenho (pois nunca me acostumei com a mão desenhar de um lado e eu ter que olhar para o monitor) e as Cintiqs tinham tem um preço um pouco salgado, o novo brinquedinho da Apple parecia ser a solução ideal.

Eu adquiri meu priemiro iPad, um modelo da primeira geração, no dia que a Apple lançava a segunda, já com algumas melhorias. Nessa época já existiam alguns aplicativos interssantes para se desenhar. Mas haviam dois problemas: as limitações dos aplicativos da época (mesmo os pagos, pareciam uma Paint de segunda) e a ausência de uma caneta stylus.

Na época um aplicativo que se destacou foi o Sketchbook Pro, criado pela Autodesk. Apesar dele parecer um pouco ‘engessado’ no iPad, oferecia a maioria das funcionalidades que a versão de desktop tinha. Até surgir um app gratuito de desenho criado pela Savage Intective que revolucionaria a maneira de desenhar no iPad: Procreate. Já de inicio oferecia diversas ferramentas e recursos que o Sketchbook Pro não tinha, como poder girar a tela e diversos pincéis já na versão gratuíta e mais algusn pacotes de pincéis pagos (o que era um ótimo investimento). Até hoje o Procreate é o meu app favorito de desenho.

Soluções com Stylus

Nessa época já haviam algumas stylus mas foi a Wacom que criou uma realmente eficiente, a Bamboo Stylus. Sua ponta era um pouco menor do que as concorrentes permitindo um amior controle sobre o desenho. Os únicos problemas eram que a borracha da ponta que gastava e a ausência do “peso” no traço, dificultando na hora de dar volume ao desenho.

Mas em 2013 a Wacom lançaria a Intuos Creative Stylus, uma bersão turbinada da Bamboo Stylus, com bluetooth e sensor que finalmente detectava o peso do traço. O interessante que, apesar de usar uma pilha AAAA (isso mesmo, menor que a palito), a caneta continuava leve com uma ótima ergonomia de uso.

Mesmo assim, o maior problema da canetas para iPad ainda eram a sua ponta grossa, dificultando um pouco a precisão em desenhos mais detalhados. Até que em 2014…

Surge a Intuos Creative Stylus 2…

Nessa nova versão a novidade era uma ponta fina, semelhante às outras tablets da empresa, além de ser leve, recarregável via usb (com um ótimo rendimento de carga) e o melhor de tudo: totalmente compatível com o Procreate (que nessa época tinha trocentas outras melhorias).

Curiosamente, minha primeira experiência com o ICS 2 foi um pouco decepcionante, uma parte por estar aconstumado com o traço grosso das Bamboo Stylus e os pincéis do Procreate exigirem uma reconfiguração maior para melhor eficiência. Resultado: deixei meu brinquedinho precioso (e caro) de lado.

E chegamos a conclusão: iPad Pro

Pois é. Em 2015 a Apple lança uma versão parruda do iPad, pensada justamente em artistas gráficos. E com a sua própria caneta, a – phodástica- Apple Pencil. Eu testei um numa loja e te digo: é um puta investimento que vale cada centavo.

Vamos ao desenho?

Mas não estou aqui só para falar sobre as vantagens e desvantagems do iPad e sim comentar sobre a minha redescoberta da Intuos Creative Stylus 2. A ilustração de hoje foi rabiscada com ela e devo dizer que dessa vez foi uma sensação muito agradável. Os traços fluíram perfeitamente, me deixando bastante satisfeito com o resultado…

E como todo desenho que faço, claro que esse tem histórinha…

Tudo começou quando eu passeava pela internet procurando referências para o Barrigas & Pelos e vi o trabalho de um desenhista chamado ロイヤル羊 (Roiyaru Hitsuji) – pelo menos acho que é esse o nome dele. Na sua galeria de trabalhos, duas me chamaram a atenção: um velho  guerreiro, que empunhava uma espadona a la Cloud de Final Fantasy VII e outra desse mesmo guerreiro imobilizado, seminu, mas amarrado na espada. Confira abaixo:

CONTEÚDO NSFW! CUIDADO AO ABRIR!!!

Clique aqui para ver!

Sabe aquela sensação de “eu queria ter tido essa idéia”? Aconteceu comigo com o desenho do guerreiro imobilizado. Então eu fui e resolvi fazer a minha versão. Na concepção, pensei num plot de aventura como um deus caído está preso numa caverna há eras e só os jogadores podem tentar libertá-lo. Só que na minha versão eu desenhei o personagem nú.

(ué, se em Tormenta podia ter uma estátua gigantesca de uma deusa quase nua, porque o meu deus não pode estar pelado?). O resultado vocês conferem logo abaixo, com e sem censura:

AVISANDO DE NOVO: CONTEÚDO NSFW! CUIDADO AO ABRIR!!!

Versão COM censura

Versão SEM censura (NSFW)

Então, o que acharam? Eu gostei bastante do resultado final…

E é isso. A versão NSFW será visível apenas por aqui, pessoas.
Até a próxima!

 

Quase InkTober (abusando dos Sinoart Markers) – Monge Barrigas & Pelos

Mais um desenho, dessa vez explorando mais os marcadores da Sinoart, a Tombow preta e a caneta gel branco da Uniball.

E hoje temos um monge para o Barrigas & Pelos:

sinoart-marker-monge-barrigas-pelos

Os Sinoart Markers tem se mostrado uma ótima alternativa às Copics. O único ponto negativo é que não são recarregáveis. Mesmo assim, recomendo!

Se quiserem experimentar, é só clicar aqui.

InkTober 2016 dia 4 – Hungry

E quem não adora listas?

Quarto dia nessa aventura que é o InkTober. Quando perguntei sobre idéias para o desenho de ontem, um amigo me passou a lista de idéias de ilustrações que Jake Parker, o idealizador do InkTuber, vai usar nesta edição. O legal é que ele liberou para qualquer um usar em suas criações, sendo uma lista oficial não-oficial, entendem?

inktober_jake_parker_list

Como eu estava sem idéias e estava no quarto dia, achei interessante o tema Hungry. Mas não queria fazer o óbvio, que seria alguém se alimentando ou um urso gordo devorando algo. Então, ainda no clima do Barrigas & Pelos, pensei em outra maneira de se saciar a fome…

inktober-2016-hungry
Devorado mais de uma vez

E, fora isso, eu segui algumas sugestões que me deram de fazer algo mais Bara (se você não sabe do que eu estou falando, clique aqui, mas já aviso que é NSFW).

Eu ainda não sei se vou seguir a lista à risca, mas tem uns temas legais que merecem ser explorados.

Bom, pessoal, até o dia 5!

#inktober #inktober2016

Rabiscos de Junho 7 – B&P- Werepandas

Se werebears são legais, werepandas são mais legais ainda.

Desde que pensei em criar vantagens e desvantagens para o Barrigas & Pelos, uma coisa que seria certa era do personagem poder ser um licantropo, até porque  é o meu tipo de criatura favorita num rpg.

Resumindo, essa vantagem permite você se transformar num homem-fera. No caso do cenário do Barrigas & Pelos, os mais comuns são os Werebears (odeio o termo ursomem ou homem-urso) e Lobisomens. Mas então eu pensei: e se o jogador quisesse fazer um  chubby, oriental, monge e werebear? A única coisa que me veio a mente foram: werepandas!

Você deve estar se perguntando: mas se o personagem for um oriental monge werepanda, não ficaria muito parecido – senão igual – ao Po, do Kung-fu Panda ou aos Pandarens de World of Warcraft?

Sim, ficaria. E daí?

Todo esse texto sobre werepandas foi só uma desculpa para mais um desenho. Na verdade, o último do meu sketchbook. Parece que foi ontem que comecei a desenhar nele. Como o tempo passa rápido quando estamos nos divertindo, não é mesmo?

Mas chega de papo e vamos ao desenho:

monge_panda_by_marco_bym_junho

Monge e Licantropo: quão apelões os werepandas podem ser?

Novas artes para o Barrigas & Pelos

Essas últimas semana estive ocupado num projeto muito legal para o Barrigas & Pelos, mesmo assim consegui adiantar mais uma parte do texto do livro, que vocês podem conferir aqui, no site oficial.

Então, o post de hoje é só para mostrar as duas novas artes, uma com um anão, agora uma raça jogável no sistema e uma cena mais fofa entre um urso e um anão.

anoes_bep_by_marco_bym casal_bep_by_marco_bym

 

Barrigas & Pelos – Clérigo

Bom pessoal, em primeiro lugar quero agradecer aos fofos do canal Tô por Fora por produzirem um vídeo-tutorial introdutório sobre o Barrigas & Pelos.

Confira abaixo:

E em segundo lugar, finalmente terminei a série de ilustrações sobre as subclasses do sistema. Só estava faltando a do clérigo, mas como eu estava sem ideias, resolvi fazer um post com umaa mini promoção na minha página no facebook, onde eu iria escolher entre os melhores comentários, cujo vencedor seria a inspiração para o Clérigo, bastando que a pessoa me convencesse.

Como foram muitas respostas boas, eu joguei a responsabilidade para o James (meu sócio no Bear Nerd) e o Walder e Victor do Tô por Fora. Mas como cada um teve um favorito, restou rolar um d20 e decidir na sorte quem seria o vencedor…

… que foi o Vicente Júnior! Olha só colo ele ficou estiloso de clérigo:

Clérigo - Barrigas & Pelos
Clérigo – Barrigas & Pelos

O perfeito equilíbrio entre sacerdote e guerreiro, os clérigos lutam em nome de seus deuses, sejam esses deuses bons ou ruins. Algumas entidades limitam o uso de armas de corte, de modo que é mais comum vê-los usando massas, por exemplo.

Se você quiser conhecer mais sobre o sistema, que está em construção, é só clicar nos links abaixo:

Barrigas & Pelos – Woof of Warbears (Personagens, Raças e Classes)

Barrigas & Pelos – Subclasses e Habilidades

E para ver a imagem maior, é só clicar AQUI na galeria exclusiva com todas as artes de Barrigas & Pelos.