Hoje tem dois pelo preço de um. A arte de hoje, além de fazer parte do InkTober, também é um Rabiscopic.

E assim surge uma idéia…

Idéias são como bloquinhos de Lego. Você  junta peças de diferentes formatos e cores até formar uma figura bem legal. Eu ando encaixando novos bloquinhos em minha história de werebears (sem nome ainda, mas ando trabalhando nisso). Uma das coisa que pensei, é que os werebears não serão os únicos metamorfos neste mundo.

Não pretendo criar toda uma fauna como em Lobisomem, o Apocalipse (meu RPG favorito e uma influência bastante forte), mas quero abordar outras werecriaturas.

Uma personagem que pensei em criar foi uma werefox, inspirado na lenda japonesa da Kitsune (que por sua vez inspirou o metamorfo de mesmo nome em Lobisomem, o Apocalipse). Eis logo abaixo um resumo da Wikipédia:

Kitsune é a palavra japonesa para raposa. Histórias as descrevem como seres inteligentes e com capacidades mágicas que aumentam com a sua idade e sabedoria. Entre estes poderes mágicos, tem a habilidade de assumir a forma humana — normalmente aparecem na forma de uma mulher bonita, uma jovem ou uma velha.

Enquanto algumas histórias falam que as kitsunes usam essa habilidade apenas para enganar as pessoas — como muitas vezes fazem em folclores — outras histórias as retratam como guardiãs fiéis, amigas, amantes e esposas. Além da habilidade de assumir a forma humana, elas possuem os poderes de possessão, conseguem gerar fogo das suas caudas e da sua boca, o poder de aparecer nos sonhos e o de criar ilusões.

Fora que,  além desses aspectos, raposas são bem legais. Já com a ideia da personagem em mãos comecei a caçar referências. Lógico que imediatamente me veio a cabeça um japonesa gothic-lolita. Mas esse era o caminho mais fácil. Então pensei em criar uma werefox negra. E qual foi meu espanto, quando passeando pelo Deviantart e pelo Pinterest e vi que não havia representações de pessoas negras como werefoxes.

Eu entendo que é mais simples associar a werecriatura com o país de origem, e que uma wereleoa ou weretigresa negra é bem mais “sensato” do que uma werefox. Mas quer saber? Minha werefox seria negra!

E assim nasce… Malika

De todos os personagens da história, eu já havia pensando em seus visuais, hábitos, personalidades, trabalhos, atitudes, mas eu sequer pensei em nomes. Com essa personagem foi o contrário. Eu passei pela net em busca de nomes africanos e encontrei um com uma sonoridade e significado bastante interessantes. Com o nome na cabeça, a personagem foi nascendo por si só…

E assim surgiu o InkTober de hoje, que também é um Rabiscopic. Conheçam Malika, a werefox:

malika_inktober_by_marco_bym

Para ver em tamanho maior, clique na imagem ou aqui!

O nome Malika significa “Doce Princesa”. E eu tentei colocar um pouco de majestade nela, além de realçar suas heranças africanas. Quando eu estava esboçando a arte, eu achei tão legal ela nua, que acabei deixando assim, atiçando a parte misteriosa da personagem…

E em relação à história, o papel de Malika ainda será um mistério…
Mas ela será a ponte para mostrar que não existem só werebears nesse mundo novo que se monta em minha mente…

 

%d blogueiros gostam disto: